Cronologia
 

Esta Cronologia mostra os principais fatos e momentos da história da Universidade Federal de Viçosa.

1920
6 de setembro. O Presidente do Estado de Minas Gerais, Arthur da Silva Bernardes, assina a Lei nº 761, que autoriza o governo do estado a criar uma Escola Superior de Agricultura e Veterinária - ESAV.
1921
1º de janeiro. O Professor Peter Henry Rolfs, então Diretor da Escola de Agricultura da Flórida, técnico competentíssimo, grande mestre em sua especialidade, passa a servir ao Estado de Minas Gerais, assumindo a tarefa de organizar, fundar e dirigir a futura Escola.
1922
30 de março. O Decreto nº. 6.053 cria a Escola Superior de Agricultura e Veterinária, instalando-a em Viçosa.
1922
5 de agosto. João Carlos Bello Lisboa é contratado como Engenheiro do Estado, a convite do Engenheiro Mario Monteiro Machado. Assume em 14 de setembro a função de Engenheiro auxiliar das obras da Escola. Em 16 de dezembro é designado Engenheiro-chefe até o final da construção.
1926
28 de agosto. Inauguração oficial da Escola Superior de Agricultura e Veterinária pelo Presidente da República Arthur da Silva Bernardes
1927
1º de agosto. Têm início as aulas dos cursos Fundamental e Médio. A primeira aula, propriamente dita, foi ministrada aos alunos do curso Médio da ESAV pelo Professor Diogo Alves de Mello, do Departamento de Agronomia. Na mesma data, Peter Henry Rolfs toma posse como o primeiro Diretor da Escola (1º/08/1927 - 1º/12/1929).
1928
1º de março. Início das aulas do Curso Superior de Agricultura (Agronomia), sendo a primeira aula ministrada pelo Professor Hermann Heag, do Departamento de Zootecnia
1928 26 de junho. Inaugurado o Internato ou Dormitório para os estudantes da ESAV, administrado por Dona Germana de Carvalho, mais tarde auxiliada por Dona Hemengarda Gomes e Souza.
1928 O Maestro João Salgado Amorim assume a regência da “Banda de Música da ESAV”, mantendo-se na regência até 1960.
1929
1º de fevereiro. João Carlos Bello Lisboa assume a Diretoria da Escola (1º.2.1929 -21.1.1936)
1929
Primeira “Marcha Nico Lopes”, evento que marca a apresentação dos calouros.
1929
14 de julho. Primeira solenidade de entrega de certificados aos alunos que concluíram os cursos Fundamental e Médio da Escola
1929
Julho. Com a presença de 39 agricultores, realiza-se a primeira “Semana do Fazendeiro”, criada por João Carlos Bello Lisboa, Jacintho Soares de Souza Lima e pelos alunos Joaquim Fernandes Braga e José Coelho da Silva, inspirada em visita que Souza Lima, médico e agricultor em Ubá-MG, realizara no ano anterior, acompanhado de agricultores
1931
15 de dezembro. Primeira Colação de Grau de Engenheiros-Agrônomos.
1932
1º de março. Abertura do curso superior de Veterinária.
1933
Julho. Pela primeira vez, realiza-se o “Mês Feminino”, que constava de cursos sobre assuntos domésticos. Criado pelo Diretor Bello Lisboa.
1934
19 de setembro. Eleição da primeira Diretoria do Centro dos Estudantes, sendo Geraldo Oscar Domingues Machado seu primeiro presidente
1935
Decreto Federal nº 112, de 4 de abril de 1935, assinado pelo Presidente da Republica, Dr. Getulio Vargas e seu Ministro da Agricultura, Dr. Odilon Braga, reconheceu como oficial a Escola Superior de Agricultura e Veterinária – ESAV.
1935 Julho. Pela primeira vez, realiza-se o “Mês Feminino”, criado pelo Diretor Bello Lisboa, com cursos sobre assuntos domésticos.
1935 14 de dezembro. Realizado o Primeiro Congresso de Ex-Alunos, presidido por Antônio Secundino de São José, no dia seguinte, em 15 de dezembro, funda-se a “Associação dos Ex-Alunos da ESAV”.
1936
1º de fevereiro. Sócrates Renan de Faria Alvim responde pela Direção da Escola (1º/02/1936 – 24/12/1936).
1936
15 de dezembro. Colação de Grau da primeira turma de Medicina Veterinária.
1936
24 de dezembro. Assume a Direção da Escola o americano John Benjamin Griffing (24/12/1936 – 05/07/1939).
1938 Inicio da Musica Coral na ESAV, com o “Clube dos Cantores” , organizado pelo Professor Koloman Lehostky, depois dirigido pelo Dr. John Benjamin Griffing, auxiliado pelo Maestro Joao Salgado Amorim.
1939
1º de julho. Lançamento do primeiro número da “Revista Ceres”, que publica artigos de caráter técnico e científico, tendo este último predominado sobre aquele. Seus primeiros diretores foram os Professores Nello de Moura Rangel, Geraldo Gonçalves Carneiro, Octavio Drummond, Edgard de Vasconcellos Barros e Arlindo de Paula Gonçalves.
1939
5 de julho. José de Melo Soares de Gouvêa assume a direção da Escola (05/07/1939 – 15/01/1940).
1940
15 de janeiro. O ex-aluno Geraldo Gonçalves Carneiro assume como Diretor da Escola (15/01/1940 – 11/09/1944).
1940 Criação da Revista Seiva, periódico técnico e informativo. Coordenada pelo Centro dos Estudantes da ESAV, publicava artigos técnicos e científicos, escritos, trabalhos literários, poesias e notícias da Escola e de suas atividades esportivas, de autoria de Professores e principalmente de alunos.
1942
Janeiro. O Decreto-Lei Estadual nº 824 de 20 de janeiro de 1942, transfere, para Belo Horizonte, o curso de Medicina Veterinária, que passa a constituir a Escola Superior de Veterinária.
1942 Criada na ESAV, a primeira Estação Experimental de Conservação de Solos do País, organizada pelo Professor Joao Quintiliano de Avelar Marques.
1944
José de Melo Soares de Gouvêa reassume a direção da Escola (11.9.1944 - 20.12.1946).
1946
Diogo Alves de Mello assume pro tempore a direção da Escola (20.12.1946 - 16.2.1947).
1947
Antônio Secundino de São José assume a direção da Escola (16.12.1947 - 23.01.1951).
1948
13 de novembro. Assinatura da Lei nº 272, pelo Governador Milton Campos, que cria a Universidade Rural do Estado de Minas Gerais, nela incorporando a Escola Superior de Agricultura, a Escola Superior de Veterinária (com funcionamento em Belo Horizonte ), a Escola Superior de Ciências Domésticas, a Escola de Especialização, o Serviço de Experimentação e Pesquisa e o Serviço de Extensão.
1949
7 de setembro. O ex-aluno e Professor Joaquim Fernandes Braga assume como primeiro Reitor da UREMG. (7.9.1949 - 15.10.1956).
1952
1º de agosto. Cria-se a Escola Superior de Ciências Domésticas, a primeira do gênero no Brasil, com o curso de Administração do Lar. A primeira Diretora da ESCD foi a Professora Benedita Melo.
1954 Inicio do Curso Superior de Ciências Domésticas, criado pelo Decreto Estadual nº 272 de 13/11/1948.
1955
A Universidade Rural do Estado de Minas Gerais incorpora a Escola Média de Agricultura de Florestal – EMAF, Florestal, MG.
1956
15 de outubro. Antônio Vieira Machado assume a Reitoria pro tempore (15/10/1956 – 27/04/1957).
1957 27 de abril. Lourenço Menicucci Sobrinho assume a Reitoria (27/04/1957 – 20/11/1959).
1957
Julho. Criação do ETA – Projeto 39, convênio firmado entre a UREMG, através do Escritório Técnico de Agricultura (ETA), a Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural (ABCAR), a Associação de Crédito e Assistência Rural (ACAR) e a Associação de Crédito e Assistência Rural do Espírito Santo (ACARES).
1958
Iniciado em meados dos anos 50, em 1958, é concretizado o projeto de colaboração entre a Universidade de Purdue e a UREMG, com a assinatura do Reitor Earl Butz, pela universidade americana, e do Reitor Lourenço Menicucci, pela UREMG. Importante intercâmbio entre as duas universidades, o projeto trouxe benefícios marcantes, como a vinda de Professores altamente qualificados e o envio de docentes para treinamento, resultando na criação da Escola de Pós-Graduação e em significativo aprimoramento da experimentação e da pesquisa e no início dos primeiros programas de pós-graduação em Ciências Agrárias do País, em 1961.
1958
Criação do Centro de Ensino de Extensão - CEE, com o início dos cursos de Extensão Rural, Economia Doméstica e Crédito Rural Supervisionado.
1959
20 de novembro. Geraldo Oscar Domingues Machado assume como Reitor (20.11.1959 - 4.7.1962).
1960
5 de março. O governo federal cria, sediada na UREMG, a Escola Nacional de Florestas, e com esta, o Curso de Engenharia Florestal posteriormente, em 14 de novembro de 1963, a escola é transferida para a Universidade Federal do Paraná. Em seguida, pelo Decreto Estadual nº 7419, de 21 de fevereiro de 1964, é criada e instalada em Viçosa a Escola Superior de Florestas, sendo o Professor Arlindo de Paula Gonçalves seu primeiro Diretor.
1961 Criação da Revista Experientiae, coordenada pelo Serviço de Experimentação e Pesquisa, que existiu até 1989, publicando artigos na área de Ciências Agrárias.
1961
Iniciam-se, pioneiramente, no País, os cursos de pós-graduação stricto sensu, no modelo norte americano do Master of Science ou Magister Science (M.S.), na área de Ciências Agrárias, oferecidos os cursos de Hortaliças (Fitotecnia) e Economia Rural. A primeira tese foi defendida no dia 19 de dezembro de 1961. O primeiro mestrando chama-se José de Almeida Soares e seu orientador foi o Professor Flávio Augusto D’Araujo Couto. Registre-se que o Professor Flávio orientou não somente a primeira tese, mas as cinco primeiras teses defendidas na Instituição, em dezembro de 1961.
1962
4 de julho. Flamarion Ferreira assume a UREMG (04/07/1962 – 28/10/1964).
1962
Criação do programa de mestrado em Zootecnia.
1965
Cria-se o Colégio Universitário – Coluni, que inicia suas atividades em 1966. Hoje, denomina-se Colégio de Aplicação da UFV
1964
Criação do curso de Engenharia Florestal.
1964
Edson Potsch Magalhães assume a UREMG (28.10.1964 - 3.2.1966).
1965 Julho. Criação do Colégio Universitário – Coluni, pelo Decreto Estadual nº 8.484 de 14/07/1965, que inicia suas atividades em 1966. Hoje, denomina-se Colégio de Aplicação da UFV.
1965
Novembro. Criação da Central de Experimentação, Pesquisa e Extensão do Triângulo Mineiro – CEPET, Capinópolis, MG.
1966
1º de março. Edson Potsch Magalhães reassume a UREMG (1º/03/1966 – 15/07/1969).
1968
Criação do programa de mestrado em Extensão Rural.
1969
Início do programa de mestrado em Fisiologia Vegetal.
1969
8 de maio. O Decreto-Lei nº 570, sancionado pelo Presidente Arthur da Costa e Silva, autoriza o Poder Executivo a instituir, sob a forma de Fundação, a Universidade Federal de Viçosa, consolidada pelo Decreto nº 64.825, de 15 de julho de 1969. A UFV passa a existir como pessoa jurídica em 1º.8.1969.
1969
15 de julho. Edson Potsch Magalhães assume como primeiro Reitor da Universidade Federal de Viçosa (15/07/1969 – 15/07/1971).
1969 28 de outubro. Inaugurada a Biblioteca Central da UFV, com cerca de 5.200m2 . Em 1996, é ampliada para quatro pavimentos com 12.000m2.
1970
Criação dos programas de mestrado em Engenharia Agrícola e em Microbiologia Agrícola.
1971
16 de julho. Erly Dias Brandão assume a Reitoria (16/07/1971 – 11/03/1973).
1972
Criação dos cursos de graduação em Ciências Biológicas, Matemática e Química, pela Resolução nº 21/CEPE, de 14/10/1971, e de Pedagogia, pela Resolução nº 17/CEPE, de 25/06/1971.
Início dos doutorados em Economia Rural e Zootecnia.
1973
12 de março. O Vice-Reitor Renato Sant'Anna assume a Reitoria (12.3.1973 – 8.3.1974).
1973
Criação do doutorado em Fitotecnia.
1973 Inicio de funcionamento do curso de graduação em Zootecnia, criado pela Resolução nº 22//CEPE de 25/11/1971.
1974
8 de março. Antonio Fagundes de Sousa assume como Reitor (8.3.1974 - 7.3.1978).
1974
Criação do programa de mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos.
1975
Criação dos cursos de graduação em Educação Física e Engenharia Agrícola , pela Resolução nº 60/CEPE, de 24/10/1974. Engenharia de Alimentos pela Resolução nº 61/CEPE de 25/11/1974 e Física pela Resolução nº 59/CEPE de 5/9/1974.
1975 Criação do programa de mestrado em Ciência Florestal.
1976
Criação dos cursos de graduação em Administração, Ciências Econômicas, Engenharia de Agrimensura, Letras, pela Resolução nº 68/CEPE de 25/8/1975.
1976 Início do mestrado em Genética e Melhoramento.
1976
Criação do Centro Nacional de Treinamento em Armazenagem - Centreinar.
1977 Criação dos programas de mestrado em Fitopatologia e em Solos e Nutrição de Plantas.
1977
Início dos cursos de graduação em Engenharia Civil, Medicina Veterinária e Nutrição, pela Resolução nº 77/CEPE de 12/7/1976.
1978
8 de março. Paulo Mario Del Giúdice assume a Reitoria (8.3.1978 – 23.11.1981).
1978
Início do doutorado em Genética e Melhoramento.
1978
1º de julho. Com o novo Estatuto, aprovado pela Portaria Ministerial nº 465, define-se a estrutura organizacional e administrativa da UFV, com a criação de quatro Centros de Ciências: Ciências Agrárias, com os Departamentos de Economia Rural, Engenharia Agrícola, Engenharia Florestal, Fitopatologia, Fitotecnia, Solos e Zootecnia; Ciências Biológicas e da Saúde, com os Departamentos de Biologia Animal, Biologia Geral, Biologia Vegetal, Educação Física, Nutrição e Saúde, Veterinária; Ciências Exatas e Tecnológicas, com os Departamentos de Engenharia Civil, Física, Matemática, Química, Tecnologia de Alimentos; e Ciências Humanas, Letras e Artes, com os Departamentos de Administração e Economia, Economia Doméstica, Educação, Letras e Artes.
1979
Criação do doutorado em Fitopatologia.
1979
Instituição da Fundação Arthur Bernardes – Funarbe.
1980
8 de maio. Criação do Agros – Instituto UFV de Seguridade Social.
1981
Inicio do programa de mestrado em Meteorologia Agrícola.
1981
23 de novembro. Com o falecimento do Reitor Paulo Mario Del Giúdice, o Vice-Reitor Joaquim Aleixo de Souza assume a Reitoria (23/11/1981 – 12/07/1982).
1982
Transformação da Escola Média de Agricultura de Florestal – EMAF em Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal – CEDAF.
1982
Criação do doutorado em Solos e Nutrição de Plantas.
1982
13 de Julho. Antonio Fagundes de Sousa reassume como Reitor (13.7.1982 – 30.8.1984).
1983
Criação do mestrado em Agroquímica.
1984
31 de agosto. Geraldo Martins Chaves assume a Reitoria (31/08/1984 – 30/08/1988).
1985
Inicio do programa de mestrado em Entomologia.
1986
Início do curso de graduação em Ciência da Computação, aprovado pela Resolução nº 192/2005/CEPE, de 10/09/1985.
1988
Criação do doutorado em Fisiologia Vegetal.
1988
30 de agosto. O Vice-Reitor Cid Martins Batista assume a Reitoria (30/08/1988 – 23/09/1988).
1988
23 de setembro. Antonio Fagundes de Sousa reassume a Reitoria (23/09/1988 – 22/09/1992).
O Departamento de Administração e Economia é desmembrado em Departamento de Administração e Departamento de Economia.
1989
Início do funcionamento dos doutorados em Ciência Florestal e Engenharia Agrícola.
1991
Criação do programa de mestrado em Engenharia Civil.
1992
Criação dos cursos de graduação em Arquitetura e Urbanismo e Direito, pela Resolução nº 248/CEPE, de 04/10/1991.
1992
Início do programa de mestrado em Economia Doméstica.
1992
23 de setembro. O Vice-Reitor Renato Mauro Brandi assume a Reitoria (23/09/1992 – 08/10/1992).
1992
9 de outubro. Antônio Lima Bandeira assume a Reitoria (09/10/1992 – 09/10/1996).
1992 Criação dos Departamentos de Arquitetura e Urbanismo, Direito, Informática e Microbiologia.
1994
Criação do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular.
1994
Inicio do doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos.
1995
Criação do programa de mestrado em Botânica.
1996
Início do programa de mestrado em Medicina Veterinária.
1996
A Casa Arthur Bernardes é tombada pelo IEPHA-MG e adquirida pela Universidade Federal de Viçosa.
1996 Criada a Editora UFV, que publica, divulga, distribui e comercializa sua produção e de outras Editoras Universitárias.
1996 9 de outubro. Assume a Reitoria Luiz Sérgio Saraiva, nomeado pelo Decreto de 14/08/1996 publicado no DOU de 15/08/1996 (09/10/1996 – 09/10/2000).
1997
Criação dos cursos de doutorados em Entomologia e Microbiologia Agrícola.
1998
Início do curso de graduação em Ciência e Tecnologia de Laticínios, criado pela Resolução nº 320/CEPE, de 20/05/1997.
1998 Início do curso de graduação em Secretariado Executivo, criado pela Resolução nº 333/CEPE, de 17/07/1998.
2000
Criação dos programas de mestrado e doutorado em Bioquímica Agrícola.
2000
Início dos cursos de graduação em Ciências Contábeis, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, criados pela Resolução nº 348/CEPE, de 27/07/1999.
2000
Início do curso de graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental, criado pela Resolução nº 60/CEPE, de 24/10/1974.
2000 Início do curso de graduação em Gestão do Agronegócio, criado pela Resolução nº 48/CEPE, de 27/07/1999.
2000 1º de novembro. Evaldo Ferreira Vilela assume a Reitoria, nomeado pelo Decreto de Decreto de 06/10/2000 publicado no DOU de 09/10/2000 (1º/11/2000 – 1º/11/2004).
2001
Início dos cursos de graduação em Bioquímica, Comunicação Social, Engenharia Elétrica, Geografia, Gestão de Cooperativas e História, criados pela Resolução º 360 de 12/07/2000.
2001 Na pós-graduação, têm início os doutorado em Ciência da Nutrição e Física Aplicada.
2002
Criação dos doutorado em Meteorologia Agrícola.
2002
Início do curso de graduação em Dança, pela Resolução nº 360/CEPE de 12/07/2000.
2002 Criação do Departamento de Artes e Humanidades.
2003
Inicio dos doutorados em Botânica e de Engenharia Civil.
2003
Criação do Departamento de Engenharia Elétrica e de Produção.
2004
Criação do programa de mestrado e doutorado em Biologia Celular e Estrutural e do mestrado em Ciência da Computação.
2004
Fernando da Costa Baeta, Vice-Reitor, assume a Reitoria (1º.11.2004 – 8.11.2004).
2004
8 de novembro. Assume a Reitoria Carlos Sigueyuki Sediyama (8.11.2004 – 8.11.2008).
2005
Criação do programa de mestrado em Administração, do doutorado em Medicina Veterinária.
2005 Início do curso de graduação em Educação Infantil, criado pela Resolução nº 394 de 30/10/2003.
2006
Criação dos programas de mestrado em Biologia Animal, Economia, Estatística Aplicada e Biometria, bem como do primeiro mestrado profissionalizante da UFV, em Zootecnia. Criação dos cursos de doutorado em Agroquímica e Física.
2006
criação do Campus UFV – Florestal, pela Resolução nº 07/CONSU de 22/05/2006, em Florestal - MG.
2006
Criação do Campus UFV - Rio Paranaíba, pela Resolução nº08/CONSU de 25/07/2006, em Rio Paranaíba, MG.
2007

Início dos cursos de graduação em Engenharia Mecânica e Engenharia Química, criados pela Resolução nº 429/CEPE de 12/07/2006.

2007 Criação do programa de mestrado em Educação Física.
2008
Criação do programa de mestrado em Matemática e do mestrado profissionalizante em Tecnologia de Celulose e Papel.

2008

 

Início dos primeiros cursos de graduação no Campus UFV - Florestal: Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental e Curso Superior de Desenvolvimento e Análise de Sistemas, criados pela Resolução nº 445/CEPE de 05/12/2007.

2008

Criação dos cursos de graduação em Ciência de Alimentos e Sistemas de Informação, no Campus UFV - Rio Paranaíba, pela Resolução nº 448 de 10/04/2008.

2008

O Departamento de Engenharia Elétrica e de Produção é desmembrado em Departamento de Engenharia Elétrica e Departamento de Engenharia de Produção e Mecânica.

2008

Criação dos Departamentos de Ciências Sociais, de História e de Geografia, os dois últimos oriundos do Departamento de Artes e Humanidades.

2008 11 de novembro. O Professor Luiz Cláudio Costa, nomeado Reitor, pelo Decreto de 07/10/2008 publicado no DOU de 08/10/2008.

2009

Criação dos programas de pós-graduação em Educação e Letras.

2009

Início dos cursos de licenciatura em Ciências Biológicas, licenciatura em Física, licenciatura em Matemática, licenciatura em Química e bacharelado em Ciências Sociais, noturnos, e do curso de Enfermagem, diurno, no Campus UFV – Viçosa, pela Resolução nº 441/CEPE de 06/09/2007. Aumento de 10 vagas no curso de graduação em Educação Infantil, 5 vagas no curso de graduação em Secretariado Executivo e 20 vagas no curso de graduação em Zootecnia.

2009

Início dos cursos de licenciatura em Ciências Biológicas, Física, Matemática e Química, no Campus UFV – Florestal, pela Resolução nº 443/CEPE de 24/10/2007.

2009

Criação do Departamento de Estatística.

2009

Início dos cursos de graduação em Engenharia Civil, Química e Ciências Contábeis, no Campus UFV - Rio Paranaíba, pela Resolução nº 462 de 01/07/2009.

2009

Criação dos Departamentos de Comunicação Social e de Medicina e Enfermagem.

2010

Início do doutorado em Ciência da Nutrição e do programa de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo.

2010

Início dos cursos de graduação em Ciências Biológicas, Nutrição e Engenharia de Produção, no Campus UFV - Rio Paranaíba, criados pela Resolução nº 462/CEPE de 01/07/2009.

2010

Criação dos cursos de graduação em Agronomia, Engenharia de Alimentos e Licenciatura em Educação Física, no Campus UFV – Florestal, pela Resolução nº 464/CEPE de 13/08/2009.

2010

Início do curso de graduação em Medicina, criado pela Resolução nº 441 de 06/09/2007, e da nova habilitação do curso de Letras, em Espanhol, com 20 vagas, pela Resolução nº 443/CEPE de 24/10/2007.

2011

Criação dos programas de pós-graduação em Defesa Sanitária Vegetal e em Matemática, modalidade de mestrado profissionalizante em rede nacional.

2011 Início do curso de mestrado em Agronomia - Produção Vegetal, no Campus UFV - Rio Paranaíba.
2011 Início dos cursos de graduação em Administração, criado pela Resolução nº 471/CEPE, de 08/07/2010, e em Ciência da Computação, criado pela Resolução nº 479/CEPE, de 04/08/2011, ambos no Campus UFV - Florestal.
2011 Criação do Departamento de Entomologia, a partir do Departamento de Biologia Animal.
2011 24 de maio. A Professora Nilda de Fátima Ferreira Soares é empossada como Reitora.
2011 Início do programa de mestrado em Manejo e Conservação de Ecossistemas Naturais e Agrários, no Campus UFV - Florestal.
2012 Criação do doutorado em Extensão Rural.
2013 Início do programa de mestrado em Manejo e Conservação de Ecossistemas Naturais e Agrários, no Campus UFV - Florestal.
2013 Criação do doutorado em Estatística Aplicada e Biometria.
2013 Início do mestrado profissional em Ensino de Física.
2014 Início do mestrado profissional em Administração Pública em rede nacional.
2014 Criação do mestrado profissional em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania.
2014 Criação do doutorado em Economia Doméstica.
2015 A Professora Nilda de Fátima Ferreira Soares reassume como Reitora, nomeada pelo Decreto Federal de 19/05/2015, publicado no Diário Oficial da União de 20/05/2015.
2016 Início do doutorado em Administração.
2016 Início do programa de mestrado em Engenharia Química.