Personagens
 

Peter Henry Rolfs

Peter Henry Rolfs, filho de fazendeiro, nasceu em 17 de abril de 1865, no condado de Le Claire, Yowa. Fez seus estudos superiores no Yowa State College, hoje Yowa State University, em Ames. Bacharelou-se em Agricultura em 1889. Conquistou o “Master of Science”, em 1891, e o “Doctor of Science”, em 1920.

Rolfs foi o “scholar” que o Presidente Arthur Bernardes afortunadamente trouxe dos Estados Unidos para planejar, construir e dirigir a Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (ESAV), hoje Universidade Federal de Viçosa (UFV). Em 1920, o Departamento de Agricultura e o Departamento de Estado dos Estados Unidos, atendendo à solicitação do Presidente do Estado de Minas Gerais, por intermédio do Embaixador do Brasil em Washington, José Cochrane de Alencar, depois de duas outras tentativas, primeiro com o Dr. Eugene Davenport, então Diretor da Escola Superior de Agricultura do Estado de Illinois, e, em seguida, com o Dr. Romel, especialista em Zootecnia do próprio Departamento de Agricultura, indicaram Peter Henry Rolfs, então Diretor da Escola de Agricultura da Universidade da Flórida, em Gainesville.

Em 4 de fevereiro de 1921, Rolfs chegou ao Brasil com sua família a fim de realizar sua obra maior, a obra da qual se orgulhou sempre, a ESAV. Participou da Comissão que escolheu o local para a implantação da Escola, supervisionou todo o seu planejamento, toda a sua construção e estruturação. Foi o primeiro Diretor, desde seu início, em 1927, até 1º de fevereiro de 1929, quando assumiu a função de Coordenador Técnico de Agricultura do Estado de Minas Gerais.

Rolfs trouxe para a ESAV a filosofia dos “Land Grand Colleges” e, com ela, os princípios de “Ciência e Prática” e “Aprender Fazendo”, do Yowa State College. Ensino, pesquisa e extensão foram preocupação permanente do educador inesquecível, cristalizando-se em traço incisivo que se tornou marca da UFV.

Peter Henry Rolfs foi, seguramente, pioneiro nos Estados Unidos em Micologia e Fitopatologia. Agrônomo da melhor formação, ele conhecia, e bem, todas as áreas da Agronomia, pondo ênfase especialmente à de Fruticultura. Possivelmente, foi o primeiro cientista a praticar a enxertia em abacateiros e vislumbrou o êxito da citricultura no Brasil. Pertenceu a diversas instituições científicas, escreveu e publicou, em inglês e em português, numerosos trabalhos científicos e de divulgação.

Paraninfou a solenidade de colação de grau da segunda turma de Engenheiros-Agrônomos, em 1932. Em reunião da Associação de Ex-Alunos da ESAV, em 1938, pronunciou memorável discurso, que ele mesmo batizou como “Destino da Vida”. Reconhecido e permanentemente lembrado pela sua personalidade marcante e pela obra maravilhosa que realizou e deixou, um busto de bronze foi erguido em sua homenagem, em 1942, entre o Prédio Principal, Edifício Arthur Bernardes, e o do Primeiro Dormitório, que recebeu o nome de Bello Lisbôa. Abaixo do busto, pode-se ler: “A ESAV, animada pelo teu espírito, viverá do teu exemplo, cultuando a tua memória”.

Cumprida sua tarefa, Rolfs retornou aos Estados Unidos e aí faleceu, em 1944. O nome de sua esposa, Effie Rolfs, que faleceu em Gainesville, Flórida, em 31 de março de 1929, foi dado, por decreto governamental, à Escola Estadual que existe no Campus da UFV. Rolfs, que se casou, em 1892, com Miss Effie Stone, deixou duas filhas e quatro netos. Uma das filhas, Clarissa Rolfs, secretariou-o admiravelmente durante todo o tempo em que viveu em Minas Gerais.

A posição de excelência de que desfruta a UFV tem raízes profundas e vigorosas na obra e no espírito legados por Peter Henry Rolfs.

Edson Potsch Magalhães
Universidade Federal de Viçosa – Esboço de uma síntese histórica. 1996. p. 52-53
A Universidade Federal de Viçosa no Século XX. Ed. UFV, 2006. p. 63-66.